Especial Red Bull Studios SP 2016

Red Bull Station, São Paulo

Em 2016, a música brasileira consolidou uma nova fase que vinha se esboçando desde o início da década, e a história das gravações do Red Bull Studios São Paulo durante o ano mostra um pedaço importante deste momento. Da refundação do carnaval de rua de São Paulo à consolidação da nova música negra nacional, passando pelas mutações da MPB e pelo papel da música nos novos debates identitários de gênero, o Red Bull Studios São Paulo teve o privilégio de estar no centro de importantes transformações.

No início do ano, o projeto Repique botou os blocos tradicionais de São Paulo para gravar, com direito a baile de rua. Já o Pulso, misto de festival e residência musical, chegou ao segundo ano reunindo artistas de todo o país, abrindo caminho para a gravação do segundo álbum dos goianos do Carne Doce. Aliás, discos gravados no Studios não faltaram: do premiado “MM3”, do Metá Metá, à estreia do revolucionário Liniker, passando por Inky, Blubell e Strobo.

Como 2016 não acaba, apenas transmuta-se em 2017, promissores títulos a serem lançados são fruto de gravações realizadas este ano: os novos trabalhos de Aláfia, Figueroas e Arembepe também passaram por aqui. No especial a seguir, relembramos esse ano e convidamos todos a curtir alguns dos discos que estão desenhando os rumos da nova música brasileira.