Dougie Lampkin no EXTREME XL LAGARES 2011 Red Bull Portugal

Dougie Lampkin mais forte que nunca – Extreme XL Lagares 2011

A sétima edição da Extreme XL decorreu no passado fim-de-semana na bonita localidade de Lagares - Penafiel. Num formato semelhante a anteriores edições, a mais mediática prova de hard enduro nacional era composta por um prólogo nocturno no dia de sábado e um duro traçado no domingo. As classes PRO e XL teriam de o percorrer por duas vezes, sendo que a classe AMADOR apenas cumpriria uma volta. No decorrer da noite de sábado pudemos ver rápidos pilotos em todas as classes, sendo o espectáculo final uma “luta” directa entre os cinco melhores. Quem acabou por vencer o prémio prólogo foi o conceituado piloto espanhol da Husaberg - Xavi Galindo.

No dia de domingo, rapidamente os nomes mais mediáticos desta modalidade assumiram a frente da corrida e à passagem da primeira volta, já Doug Lampkin era líder. A pouco mais de cinco minutos colocava-se o actual Campeão do Mundo júnior de Trial – Alfredo Gómez, com Xavi Galindo na terceira posição mas já bastante afastado dos dois homens da frente. O exigente traçado delineado para esta edição fez bastantes “estragos” nas classes XL, AMADOR mas também na PRO. Destaque para o rápido germânico Andreas Lettenbichler que abandonou à passagem da segunda volta por avaria. Foram percorridas quatro freguesias do concelho (Lagares, Figueira, Sobreira e Capela) com passagens de referência pelo “Eucalipto”, Alto da Pegadinha ou os ribeiros de Couce e Pereira. Na derradeira volta, Gómez caiu partindo o travão da sua mota, deixando Lampkin isolado na frente.

O britânico chegou ao final nos Moinhos com um surpreendente tempo de três horas e quarenta minutos levando todo o publico presente ao rubro. “Já conheço bastante bem esta zona de Portugal pois já venci cá algumas provas do Mundial de Trial. Em termos de enduro é a primeira vez e logicamente estou bastante feliz. A organização está de parabéns pois empenharam-se bastante e proporcionaram-nos uma grande prova. Aproveito desde já para agradecer à Red Bull e Arjones Motos (GasGas) por todo o apoio” comentou o britânico bastante satisfeito. Xavi Galindo acabaria por subir ao lugar mais baixo do pódio a pouco mais de vinte minutos de Alfredo Gómez que ficou na segunda posição. O melhor português da classe PRO foi o actual Vice-Campeão Nacional de Enduro (Open) João Ribeiro que terminou a prova na oitava posição.
Na classe XL a habitual dupla Paulo “Russo” e Emanuel Costa dominaram de fio-a-pavio esta edição deixando os espanhóis Dani Carracedo/Jacobo Mendez (GasGas) a cinco CP´s de distância, pois não cumpriram a totalidade de prova no tempo delineado. Um pouco mais atrás e com oito CP´s de atraso ficaram Jorge Araújo/Pedro Moreira.

Na classe AMADOR os pilotos sofreram bastante havendo mesmo algumas desistências. A vitória acabou por sorrir aos locais Bruno e Filipe Moreira (Amigos do Pedal) que com uma prova bastante calculista e empenhada levaram a melhor diante dos nuestros hermanos Javier Quintas e Luís César Morais. Na terceira posição ficou a dupla Pedro Teixeira e Tiago Ferreira.

Sem dúvida alguma que se tratou da melhor edição da EXTREME XL, com a presença dos melhores pilotos de hard enduro mundial e os milhares de pessoas que se deslocaram até Lagares e se dividiram por todas as zonas espectáculo. Paulo Moreira – mentor de todo o evento e ainda eufórico com o sucesso, comentou: “Para esta edição houve um empenho redobrado pois a fasquia estava alta. A presença do pelotão mundial de Extreme Enduro mudava todo o esquema, e dureza era a palavra de ordem. Foram alguns meses de preparação e em termos de números tivemos: 6.000 estacas, 12.000 metros de manga, 1.500 sinais de percurso, 90 homens, 17 controlos de passagem e um fantástico publico com aproximadamente 15.000 pessoas espalhadas por todo o percurso. Sem duvida quem são números excelentes e no futuro é nossa vontade continuar. Um agradecimento muito especial para todos os membros do Extreme Clube de Lagares, para todos os patrocinadores, para todo o publico presente e em especial para todos os participantes que fizeram desta prova uma grande festa. Obrigado a todos e viva o Enduro Extreme”.

Com todo este sucesso a oitava edição agendada já para 2012 é séria candidata a um lugar no calendário do Campeonato do Mundo de Enduro Extreme, sendo certamente esse o desejo de todos os amantes desta arrojada modalidade.

 

Créditos fotográficos: Modo J Fotografia

Detalhes