Ruben Faria em 6.º no Rally dos Sertões

Aos comandos da sua KTM Rally 450 oficial o piloto de Olhão cumpriu em pleno os seus objetivos.
Ruben Faria em ação no Rally dos Sertões Etapa 4
Ruben Faria em ação no Rally dos Sertões
Por Equipa redbull.pt

Ruben Faria cumpriu hoje a quarta etapa do Rally dos Sertões 2014 e manteve a sexta posição da classificação geral na prova. Naquela que foi a mais longa especial cronometrada da prova, com os seus 364 quilómetros de extensão num dia em que a caravana ligou Paracatu a São Francisco num total de 585 quilómetros, o piloto português atingiu os seus objetivos.

No final do longo dia o piloto algarvio foi o sétimo classificado depois de uma etapa em que mais uma vez não quis correr riscos que podem ser fatais a qualquer momento numa prova tão especial como é o Rally dos Sertões. As pistas mais sinuosas, com passagens por vedações e piso escorregadio são imagens de marca da prova e com um nível tão elevado entre os pilotos da frente tentar recuperar tempo perdido obriga assumir riscos que não interessam ao piloto nem à própria equipa. Neste quarto dia a caravana encontrou também algumas zonas com piso de areia (Jalapão mineiro) e após uma fase inicial muito rápida após a primeira centena de quilómetros as pistas ficam mais sinuosas e muito exigentes do ponto de vista da navegação.

Foi um dia longo, com muito pó e zonas tipicas dos Sertões que podem ser bastante traiçoeiras. Tal como ontem encontrei o meu ritmo e desenhei a minha corrida de acordo com as condições de piso, que está bastante seco e levanta bastante pó à passagem dos pilotos. No grupo da frente o andamento está muito elevado e é muito complicado recuperar, para o fazermos corremos riscos e uma travagem falhada ou uma saída de pista pode mesmo significar um ponto final na prova. Não é isso que procuro, quero estar na linha de chegada porque acima de tudo esta prova serve para preparar o Dakar. O quarto lugar está a cerca de cinco minutos, mas o principal objectivo é mesmo chegar ao final.

Palavras de Ruben no final da quarta etapa da prova e antes daquele que será o mais longo dia da competição, mesmo se a especial agendada para amanhã é mais curta que a realizada hoje. Amanhã os pilotos terão uma etapa igualmente longa, entre São Francisco e Diamantina, com um total superior aos 645 quilómetros dos quais 336 serão cronometrados.

read more about
Next Story