Gómez atinge a glória em Lagares

Alfredo Gómez sai da sombra do colega de equipa Graham Jarvis, vencendo o Extreme XL Lagares enduro.
Por Jonty Edmunds

Ontem foi o dia em que o aluno se tornou no mestre. Colocando um ponto final numa época replera de doenças e lesões, Alfredo Gómez saiu da sombra do companheiro de equipa Graham Jarvis na Huqvarna para vencer o Extreme XL Lagares em Portugal.

Impedido de dar o seu melhor em 2014 devido a uma apendicite e depois a um pé partido, Gómez finalmente mostrou do que é capaz. Reconhecido como um dos eventos mais duros do ano, no Extreme Lagares deste ano o espanhol liderou do início ao fim. Pilotando sem falhas por todos os trilhos, Gómez conseguiu uma rápida vantagem na corrida e nunca mais olhou para trás.

Jarvis ficou atrás do companheiro de equipa
Jarvis ficou atrás do companheiro de equipa © Future7Media

Construindo uma vantagem de quase 4 minutos sobre Jarvis na primeira de duas voltas, ele controlou até ao final a sua vantagem, numa última volta muito complicada para ultrapassar a meta como merecido vencedor.

"Wow, é um sentimento incrível ganhar," afirmou um emocionado Gómez. "Finalmente conseguir a minha primeira vitória de sempre no Hard Enduro, num ano que foi muito difícil para mim, é fantástico. A corrida não me podia ter corrido melhor. Estive sempre na frente - hoje foi um dia perfeito."

Incapaz de terminar a época de 2014 no Hard Enduro com uma vitória, Graham Jarvis viu-se forçado a ficar pelo segundo lugar. Sabendo que a corrida seria longa e complicada, Jarvis sentiu-se bem a deixar Gómez assumir o comando. Mas ao inciarem a segunda volta, Gómez não mostrava sinais de abrandar. Conseguindo assumir a liderança por breves momentos, um erro logo colocou o britânico de novo em segundo. Com a desvantagem a aumentar, Jarvis acabaria a corrida no segundo lugar.

Mario Roman levou a sua Husqvarna a terceiro
Mario Roman levou a sua Husqvarna a terceiro © Future7Media

Conseguindo uma das performances do dia, o espanhol Mario Roman levou a sua Husqvarna até ao terceiro lugar. Um estreante nas andanças do Hard Enduro, Roman não gastou muito tempo para se adaptar. Terminando o dia no terceiro degrau do pódio, demonstrou que é um rider a ter em atenção no futuro.

Esperando manter a boa forma depois do pódio no Red Bull Sea to Sky, Andreas Lettenbichler foi incapaz de acompanhar o ritmo do trio da frente. Em quarto durante grande parte da corrida, Letti falhou um lugar entre o top três.

Completando o top cinco com 3 espanhóis e 3 diferentes construtores esteve Dani Gibert - agora recuperado de uma lesão no joelho - com a sua Gas Gas.

A 10 minutos de Gibert ficou Ben Hemingway, que ficou em sexto lugar. Acabado de regressar depois de uma perna partida no Red Bull Hare Scramble, Dan Hemingway conseguiu uma exibição heróica para chegar ao sexto lugar, enquanto João Ribeiro fechou a classe de Pro riders com o oitavo lugar.

Letti falhou por pouco o top três
Letti falhou por pouco o top três © Future7Media

Pergunta do dia - O que foi o Melhor e Pior em 2014?

Alfredo Gomez: "Este ano teve muitos momentos maus. Mas esta vitória no Extreme Lagares é o meu melhor momento. Ganhei o prólogo na cidade do Porto, o que foi muito bom. O prólogo noturno não foi tão bom, mas ganhar a corrida principal foi incrível. Graham Jarvis é muito complicado de bater em qualquer corrida, mas especialmente no Extreme Lagares. Esta vitória significa muito para mim. Por caus das minhas lesões não me foi possível lutar por pódios regularmente. Quero esquecer os maus momentos deste ano."

Graham Jarvis: " Significou muito para mim ganhar o Red Bull Sea to Sky. Foi preciso muito para recuperar e ganhar ao Johnny lá. Todos sabem como ele esteve bem este ano, por isso foi bom ganhar-lhe. Cada vez é mais difícil para mim ganhar, com o Jonny e o Alfredo sempre a melhorarem. Senti que devia ter feito mais no Red Bull Romaniacs. Em Erzberg as coisas iriam ser sempre complicadas para mim depois de ter caído logo no início. Mas no Romaniacs, uma corrida que adoro, queria ganhar. Andei bem, mas o Jonny estava imparável."

Mario Román: "Não tenho muita experiência no hard enduro, mas claro que este é o ponto alto da minha época. Por norma corro no Campeonato Mundial de Enduro, mas para 2015 quero fazer mais corridas de hard enduro. Espero que este resultado me ajude. Ficar em terceiro é um resultado que me deixa muito satisfeito. Na realidade não tenho um resultado pior, isto porque a outra corrida de hard enduro que fiz este ano foi Erzberg, e essa foi uma experiência incrível."

read more about
Next Story