Dakar 2015: Sunderland brilha na primeira etapa

Sunderland lidera, alta velocidade para Al-Attiyah e Roma em luta: foi a primeira etapa do Dakar.
© Marcin Kin
Por Joseph Caron Dawe

O Rally Dakar de 2015 começou no domingo em Buenos Aires, Argentina, onde 665 competidores participam na 37ª edição da famosa prova, conhecida a nível mundial.


Começando em solo argentino, as motos, os carros, os camiões e os quads atacam a etapa de abertura que termina na Villa Carlos Paz, em que todos os veículos tiveram uma etapa especial de 175 km, exceto para os carros, que percorreram menos 5 km.

Sam Sunderland - Dakar 2015 Etapa 1
Sam Sunderland - Dakar 2015 Etapa 1 © Flavien Duhamel/Red Bull Content Pool

Motos: Sunderland não perde tempo

O jovem britânico Sam Sunderland não se distraiu no início da etapa de abertura, na categoria das motos, colocando-se à frente da classificação provisória com uma excelente vitória na primeira etapa.


Sunderland, guiando a sua Red Bull KTM, chegou à frente de Paulo Gonçalves, da Honda, e lutou contra o campeão em título do Dakar, Marc Coma, nos 175 km da batalha traçada na Argentina, local da primeira etapa.


Coma, quatro vezes vencedor do Dakar, atravessou a linha da meta um pouco mais de um minuto atrás de Sunderland, que começa já a definir a defesa do seu título.


Classificação Etapa 1:

1. Sam Sunderland (KTM), 1h18'57 "
2. Paulo Gonçalves (Honda) + 00'05"
3. Marc Coma (KTM)+ 01'12 "
4. Joan Barreda (Honda) +01 '41 "
5. Alain Duclos (Sherco), + 02'08"


Classificação provisória:

1. Sam Sunderland (KTM), 1h18'57 "
2. Paulo Gonçalves (Honda), + 00'05 "
3. Marc Coma (KTM), + 01'12 "
4. Joan Barreda (Honda), + 01'41 "
5. Alain Duclos (Sherco), + 02'08 "

Carlos Sainz em ação no Peugeot 2008 DKR
Carlos Sainz em ação no Peugeot 2008 DKR © Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool

Automóveis: multa por excesso de velocidade pelos altos voos de Al-Attuyah


Assim como Sunderland fez em duas rodas, Nasser Al-Attiyah tomou a liderança nas quatro, definindo o ritmo na classe dos carros no primeiro dia.


O piloto do Qatar - num Mini - foi o primeiro em todos os postos de controlo e dessa forma tornou-se evidente o seu domínio na primeira etapa. No entanto, foi duramente perseguido pelo argentino Orlando Terranova, que encantou a multidão local com uma condução agressiva até ao segundo posto.


Mas o Qatari foi penalizado em dois minutos devido a excesso de velocidade, tendo sido empurrando para a 7ª posição. Apesar do revés, Nasser ainda está determinado a dar o máximo para alcançar mais uma vitória no Dakar.


O atual campeão do Dakar, Nani Roma, teve problemas mecânicos logo após o início da corrida, e continua a trabalhar na reparação de seu Mini, enquanto tenta desesperadamente evitar perder mais tempo.

 

Classificação Etapa 1:

1 Terranova (Mini) 1hr 13min 12sec
2 Gordon (Hummer) + 01'04 "
3. De Villiers (Toyota), + 01'12 "
4. Holowczyc (Mini), + 01'16 "
5 Spataro (Renault) + 1'16 "


Classificação provisória:
1 Terranova (Mini) 1hr 13min 12sec
2 Gordon (Hummer) + 01'04 "
3. De Villiers (Toyota), + 01'12 "
4. Holowczyc (Mini), + 01'16 "
5 Spataro (Renault) + 1'16 "

Conversa entre Carlos Sainz e Stephane Peterhansel
Conversa entre Carlos Sainz e Stephane Peterhansel © Flavien Duhamel/Red Bull Content Pool

E a Equipa Peugeot-Total teve uma animadora etapa de estreia no Rali Dakar, com o trio composto por Carlos Sainz, Stephane Peterhansel e Cyril Despres, todos mais do que satisfeitos com a sua primeira corrida do evento no Peugeot 2008 DKR.


O duas vezes campeão mundial WRC e vencedor do Dakar 2010, Carlos Sainz, liderou a equipa, cruzando a primeira etapa com o oitavo registo mais rápido, com o 11 vezes campeão do Dakar, Peterhansel, apenas duas posições atrás. Despres, que participa no seu primeiro Dakar num carro, sendo vencedor cinco vezes em motos, foi 33º e ficou satisfeito com o seu progresso.

Peugeot 2008 DKR - Dakar 2015 Etapae 1
O Peugeot 2008 DKR © Flavien Duhamel/Red Bull Content Pool


Camiões: Stacey ganha a frente numa emocionante primeira corrida


Hans Stacey
saiu por cima numa luta apertada com o seu colega holandês Marcel van Vliet, na categoria de camiões, colocando o seu Iveco no topo da tabela de tempos da primeira etapa.


Stacey terminou 35 segundos mais rápido do que Van Vliet, com o piloto checo Ales Loprais a chegar ao terceiro lugar com um tempo idêntico ao de Martin Kolomy, num top cinco separado por menos de um minuto. Ayrat Mardeev foi o piloto da equipa Kamaz que melhor se classificou na tabela, ocupando a sexta posição.


Classificação Etapa 1:

1. Stacey (Iveco), 1h30'43 "
2. Van Vliet (Man), + 00'35 "
3. Loprais (Man), 00'47 "
4. Kolomy (Tatra), 00'47 "
5. Van Den Brink (Renault), + 00'58 "

 

Classificação provisória:
1. Stacey (Iveco), 1h30'43 "
2. Van Vliet (Man), + 00'35 " 
3. Loprais (Man), 00'47 "
4. Kolomy (Tatra), 00'47 "
5. Van Den Brink (Renault), + 00'58 "

Ayrat Mardeev - Dakar 2015 Stage 1
Ayrat Mardeev em ação durante a primeira etapa © Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool

Sam Sunderland:

Acho que tive uma muito boa etapa de abertura, mesmo que não tenha qualquer grande significado. 
É difícil de aplicar qualquer tipo de estratégia na parte inicial da corrida. A moto estava perfeita e, mesmo que haja um longo caminho a percorrer, sinto-me muito bem.

 

Nasser Al-Attiyah:

Acho que tivemos uma boa estratégia, mas ainda precisamos de melhorar durante o dia de amanhã, que será uma etapa muito longa.
Isto é apenas o começo, por isso não podemos dizer nada realmente, mas até agora o carro está a sentir-se muito bem e o Mathieu também tem feito um bom trabalho.

 

Hans Stacey:

Estou acima da lua, eu tinha marcado esta etapa como sendo negativa. Conduzi sobre o rasto do Loprais', mas fizemos um bom trabalho.
Tive problemas em dois anos consecutivos, mas desta vez tudo está no caminho certo e sinto-me muito forte. Mentalmente também. Isso não garante nada, mas tudo está no lugar.

Hélder com Sam Sunderland no final da etapa 1
Hélder com Sam Sunderland no final da etapa 1 © Flavien Duhamel/Red Bull Content Pool

Etapa 2: Segunda-feira, 5 de janeiro

Villa Carlos Paz - San Juan
Ligação: 107 km, Especial: 518 km

A mais longa etapa especial do rali, e com muita variedade. Este é um dia de maratona em que os concorrentes vão encontrar terreno duro, secções empoeiradas e as primeiras dunas da edição deste ano.

Segue a Red Bull no Twitter e no Facebook.

 

read more about
Next Story