Peterhansel segue com domínio da Peugeot no Dakar

Francês vence a 66ª etapa da carreira e nas motos Joan Barreda é novamente punido após vitória
Por Tim Sturtridge, Anthony Peacock, Joseph Caron Dawe

A etapa quatro do Rali Dakar 2016 colocou os competidores à prova: esta foi uma etapa-maratona, onde os pilotos não podem receber ajuda externa em nenhum momento com o risco de exclusão do evento.

E não foi uma etapa nada fácil, com a altitude a atingir os 3.500 metros em determinados momentos, alternando terrenos arenosos e rochosos.

Confere abaixo como foi a última etapa no maior rali do mundo:

Stéphane Peterhansel
Stéphane Peterhansel © Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool

Carros: Peterhansel lidera tripla da Peugeot

Stephane Peterhansel venceu a sua primeira etapa no ano, mas alcançou nesta quarta-feira a incrível marca de 66 vitórias no total, sendo elas 33 de carro e 33 de motos. E elas renderam-lhe nada menos que 11 títulos.

Peterhansel bateu o parceiro Carlos Sainz por apenas 11 segundos, enquanto o estreante e atual líder da geral, Sebastien Loeb, esteve bem e ficou em terceiro (a sua pior posição em toda a competição). Nasser Al-Attiyah e Cyril Despres fecharam o "top 5".
Com o resultado, Loeb mantem uma vantagem de quase cinco minutos para Peterhansel, o novo vice-líder, com Al-Attiyah em terceiro.

Classificação geral:
1. Sébastien Loeb (FRA), Peugeot, 9h44m 51s
2. Stéphane Peterhansel (FRA), Peugeot, +4m48s
3. Nasser Al-Attiyah (QAT), MINI, +11m09s 

Joan Barreda
Joan Barreda © Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool

Motos: Barreda erra novamente e Gonçalves agradece

Pelo segundo dia consecutivo, Joan Barreda parecia ter a vitória que lhe foi tirada no dia anterior garantida. Mas, ao cruzar a linha de chegada, veio a decepção: sim, um raio cai duas vezes no mesmo lugar e ele recebeu outra punição, dando a Paulo Gonçalves a vitória.
Barreda teve cinco minutos adicionados ao seu tempo final por excesso de velocidade, caindo para o quarto lugar. Ruben Faria ficou na segunda posição enquanto o argentino Kevin Benavides foi terceiro.
Mesmo com tantas punições, Barreda segue em terceiro na geral, atrás de Gonçalves e Benavides.

Classificação geral:
1. Paulo Gonçalves (POR), Honda, 10h35m 17s
2. Kevin Benavides (ARG), Honda, +2m17s
3. Joan Barreda (ESP), Honda, +3m03s 

Marcos Patronelli
Marcos Patronelli © Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool

Quads: Marcos Patronelli acelera os motores

Marcos Patronelli não olhou para trás após passar o primeiro checkpoint da etapa 4 na liderança, elevando o ritmo para vencer com 16 segundos de vantagem para Alexis Hernandez e Ignacio Casale.
Isso não impediu Casale de manter a liderança com 12 minutos de vantagem para o brasileiro Marcelo Medeiros, o novo vice-líder. 
O outro membro da família Patronelli (Alejandro), está na terceira posição.

Classificação geral:
1. Ignacio Casale (CHI), Yamaha, 12h 11m 20s
2. Marcelo Medeiros (BRA), Yamaha, +12m06s
3. Alejandro Patronelli (ARG), Yamaha, +13m52s

Ayrat Mardeev
Ayrat Mardeev © Marcelo Maragni/Red Bull Content Pool

Camiões: De Rooy vence e há novo líder

Gerard de Rooy venceu a quarta etapa, mesmo à frente de Pieter Versluis e Hans Stacey, mas ele não conseguiu melhorar a quarta posição na geral.
A liderança está agora nas mãos de Versluis, que está somente 15 segundos à frente de Hans Stacey, na disputa mais apertada do ano, com Federico Villagra em terceiro a somente dois minutos.

Classificação geral:
1. Pieter Versluis (HOL), MAN, 10h 2m34s
2. Hans Stacey (HOL), MAN, +15s
3. Federico Villagra (ARG), IVECO, +2m04s

read more about
Next Story