Não era para ter uma jaula aqui protegendo o moço?

9+1 encontros com tubarões de te fazer arrepiar

© Jeb Corliss

Fascinado(a) por tubarões? Aqui vão 9 histórias + 1 uma disputa que irão fazê-lo pensar duas vezes antes de dar um mergulho em alto mar

O maior nadador de todos os tempos, o americano Michael Phelps - detentor de 37 recordes mundiais e maior medalhista de ouro numa única edição dos Jogos Olímpicos -, desafiou o inigualável tubarão-branco numa disputa simulada durante a Shark Week 2017. Confira acima, quem vence esta disputa.

Olá, ser-humaninho…

No mínimo simpático
No mínimo simpático

A foto acima é um retrato no qual a maioria das pessoas tem medo só de imaginar, como se fosse a última coisa que elas veriam em vida. Mas de acordo com as nove histórias abaixo, você vai descobrir que a realidade do maior predador dos oceanos não é, afinal, tão mortífera assim.

Tubarões são criaturas absolutamente fascinantes: poderosos e antigos, eles parecem dominar o mundo subaquático sem piedade. Mas por trás deste bichão cinza reside uma ser hipnotizante e, na maioria das vezes, um encontro com eles renderá uma boa história com um final feliz. Aqui vão 9 das nossas melhores histórias envolvendo o encontro de seres humanos e tubarões, fazendo despertar o seu amor por eles, ou, quem sabe, alimentar ainda mais os seus pesadelos mais profundos.

1. Estas fotos são animais: literalmente

Não era para ter uma jaula aqui protegendo o moço?
Não era para ter uma jaula aqui protegendo o moço?

Este fotógrafo, a apenas alguns metros da boca de um tubarão-branco, se chama Amos Nachoum. E não, a imagem não foi photoshopada, e também não, não há nenhuma jaula protegendo-o. Esta é maneira pefeita para tirar uma foto de um tubarão sorridente e é por isto que esta história se encontra no topo da nossa lista.

Mas por que diabos ele se colocaria nesta posição de risco? Para "desmitificar o mito de que os tubarões-brancos são perigosos aos humanos", de acordo com Amos. Embora acreditemos nele, não gostaríamos de estar na pele dele!

2. Conheça o homem que viveu um mês debaixo d'água

Fabien Cousteau em mergulho.
Aquilo não é um tubarão – é um submarino

Fabien Cousteau pode ser chamado de louco - até mesmo por sua irmã - mas isso não o impede de explorar o mundo submarino através de uma maneira única.

Neto de Jacques-Yves Cousteau, a figura mais icônica da exploração subaquática, ele viveu na estação oceanográfica Aquarius, nos recifes de Key Largo, Flórida (EUA), durante um mês inteiro. Tudo isso em nome da ciência e da gravação de um filme.

Mas não é só isso: Fabien Cousteau também construiu um submarino de 4,3 metros que parecia exatamente como um tubarão de verdade (foto acima), capaz de fazê-lo observar estas criaturas bem de perto a fim de aprender com seus comportamentos. Se ele ficou com medo? "Eu não fiquei preocupado com os tubarões, apenas com as minhas falhas humanas com a máquina". Certamente não é uma resposta que a maioria de nós daria!

3. Uma sereia brasileira nas Bahamas

Karina Oliani nas Bahamas
Karina Oliani nas Bahamas

Todos os anos, estima-se que 100 milhões de tubarões são mortos pela indústria pesqueira. Por este motivo, a multitalentosa brasileira Karina Oliani resolveu - por sua conta e risco - provar quem era o verdadeiro vilão dos mares.

Vestida de sereia no fabuloso mar azul turquesa do Caribe, ela não só mergulhou com as temíveis criaturas lado a lado, como fez questão de desmistificar nossos preconceitos acerca destes misteriosos animais.

Ao invés de me devorar, o maior predador do oceano estava ali comigo, interagindo pacificamente e quase que posando para as fotos, como que se quisesse pedir socorroKarina Oliani

4. Ele sobreviveu a um ataque de tubarão e hoje faz de tudo para protegê-los

Autoretrato: Mike Coots entubando perfeitamente
Autoretrato: Mike Coots entubando perfeitamente

Se você perdesse uma perna por conta de um tubarão, você teria coragem de voltar ao mar, surfar todos os dias novamente e ainda por cima proteger a besta que o atacou? Provavelmente não. No entanto, Mike Coots o fez e sua história é absolutamente incrível. "Muitas pessoas acham que eu sou um idiota", comenta, mas para ele, tal linha de raciocínio não faz sentido. "Se você tem a oportunidade de gerar consciência sobre as espécies que estão à beira da extinção, então você provavelmente tem que dar o seu melhor e observar que é possível tirar um bom proveito de uma situação ruim".

5. Nadando com o segundo maior tubarão do planeta

Diga "olá" para o tubarão-elefante
Diga "olá" para o tubarão-elefante

Feche os olhos e imagine o seguinte: você está lá, nadando numa boa, à sua volta tudo está na paz. Os raios de sol incidem sobre a água, criando uma dança hipnótica de luzes. Você se vira para o seu amigo e vê... um tubarão de 8 metros nadando em direção a você, com uma bocona (e tanto) aberta. Uma boca tão grande na qual você caberia lá dentro, inteiro.

Aterrorizante? Nem um pouco: é um tubarão-elefante! Sua bocarra sem dente fica aberta para filtrar o plâncton. O mergulhador Charles Hood é um especialista quando se trata de nadar com estes gigantes-gentis. A questão que fica no ar é: quanto de plâncton que uma criatura de 8 metros dessa tem que comer para sobreviver?

6. Mergulho livre com os maiores predadores do oceano

Cara a cara com um tubarão-azul nos Açores
Cara a cara com um tubarão-azul nos Açores

O mergulho livre é provavelmente a atividade que mais aproxima os humanos das sereias e talvez seja a maneira mais fácil de explorar o mundo subaquático. Enquanto muitos mergulhadores-livres focam na profundidade ou no tempo que passam debaixo d'água, alguns deles encontram seu prazer em nadar ao lado de outras criaturas marinhas, como, por exemplo, os tubarões. Alex Roubaud e Alex Voyer, uma dupla de mergulhadores-livres franceses, creem que é desta maneira - e a mais natural - de se aproximar dos animais baixo d'água.

7. Seis tipos de tubarões que os mergulhadores mais gostam de "brincar"

"Mais pra direita... mais pra cima... aí, aí!"
"Mais pra direita... mais pra cima... aí, aí!"

"Qual é o seu tipo de tubarão favorito para mergulhar junto?" - taí uma pergunta que não ouvimos com frequência. Mas para mergulhadores profissionais, deve ser uma pergunta divertida de se responder. Do clássico e amedrontador tubarão-branco ao tubarão-tigre e os tubarões-baleia: descubra quais são as seis espécies favoritas dos mergulhadores profissionais, o porquê e confira algumas dicas para tornar este encontro o mais legal possível!

8. A garota que se apaixonou por um tubarão

Cristina possui um enorme respeito pelos tubarões
Cristina possui um enorme respeito pelos tubarões

Uma imagem vale mais do que mil palavras: Cristina Zenato é o que podemos chamar de "aficionada por criaturas do mar", em especial os tubarões. Num dos seus vídeos que bombaram pela internet afora, a mergulhadora ajudou a "Olhos Nebulosos" a se livrar de um ganho que estava preso na tubarão-fêmea. A partir daquele dia, a relação entre a presa e o predador mudou, de forma que a tubarão permitiu que Cristina pudesse tocá-la e até mesmo fazer um carinho, vez ou outra.

9. Esse cara passou uma noite inteira à deriva, com tubarões, e sobreviveu para contar história

Depois de acompanhar todas essas histórias acima, você pode até imaginar que "passar a noite com tubarões" é meio exagerado - mas acontece que não é não. Esta é uma história real, relatada de forma divertida, na qual o aventureiro Gavin McClurg foi mergulhar com sua namorada na Polinésia Francesa, rodeado de centenas de tubarões. Fato é que eles se perderam do próprio barco e aí... dê o play no vídeo acima, porque o resto é história!

Não perca mais nenhum mergulho inusitado com os grandes predadores do oceano. Fique ligado(a) em nossa página oficial do Facebook para mais histórias como estas.