Lançamanto do SpaceX
© Tim Mossholder
Expedição

7 maneiras de você ir ao espaço sideral

A última fronteira: saiba como comprar o seu bilhete de ida para explorar uma região onde pouquíssimos homens e mulheres estiveram.
Escrito por Tarquin Cooper
Publicado em
Poucos sortudos já chamaram este lugar de "lar"
Poucos sortudos já chamaram este lugar de "lar"
Sejamos honestos, o Planeta Terra oferece inúmeras aventuras incríveis, mas quando se trata da maior de todas elas, é preciso ir além. Esqueça o Monte Everest, a maior montanha do mundo - pense mais alto. E quando chegar lá, pense ainda mais alto. Felizmente para os cidadãos do século XXI, este novo milênio nos oferece não uma, nem duas, mas muitas possibilidades para nós, pessoas comuns, de irmos ao espaço sideral (conquanto sua conta bancária esteja relativamente graúda ou você seja muito, muito sortudo).
Abaixo, sete maneiras nas quais é possível, hoje, chegar à última fronteira: o espaço sideral.
1. Torne-se um(a) cosmonauta russo(a)
O esquema: Pague 55 milhões (de dólares, tá?) e junte-se aos cosmonautas russos numa viagem à Estação Espacial Internacional, a 400 km acima da Terra. Mais um (pequeno) extra de 55 milhões de dólares e o pacote incluirá um rolê ao redor da Lua, antes de voltar para casa com o melhor Instastory da sua vida.
Para: Amantes da tecnologia, ganhadores da mega-sena
O que vem no pacote: Rodar o planeta inteiro a cada 90 minutos, dar um rolê espacial fora da nave, viver e ajudar os cosmonautas russos na Estação Espacial.
Nas letrinhas miúdas do contrato: Cancelamentos de última hora podem agravar em pequenas multas milionárias, além de empurrá-lo(a) para baixo na fila de clientes interessados.
Mais informação em: www.spaceadventures.com
Hora de decolar!
Hora de decolar!
2. Rumo ao espaço com a Virgin Galactic
O esquema: Pela bagatela de 250 mil dólares, é possível reservar o seu voo na Virgin Galactic, que oferece um voo espacial sub-orbital para turistas espaciais. "Eu sonho com isto desde os meus seis anos de idade", comenta o engenheiro aeronáutico e empreendedor Julian Ranger que está em 152º na fila. Será que vale a pena? "Deus, sim", diz ele. "Todo o passeio vai durar duas horas e meia, eu estarei no espaço durante 15 - 20 minutos, dentre os quais 5 a 10 minutos em gravidade zero".
Para: Fãs ricos de Star Trek.
Nas letrinhas miúdas do contrato: Apesar do acidente trágico que já ocorreu com a SpaceShipTwo da Virgin Galactic, o projeto segue com vento em popa, na construção de uma espaçonave mais nova e segura.
Mais informação em: www.virgingalactic.com
WhiteKnightTwo da Virgin Galactic ganhando altitude
Virgin Galactic
3. Existe vida em Marte
O esquema: Parece até coisa de missão suicida. O "Mars One" (Marte Um) é um projeto que tem como objetivo colonizar o planeta vermelho. Só para chegar lá - e estamos falando de pelo menos 56 milhões de quilômetros de distância - leva-se sete meses. "Mas o negócio é real", diz Bea Henington, que se inscreveu para esta missão.
"Seria a aventura de uma vida", diz ela. "Eu vivi metade da minha vida aqui na Terra, por que não viver a outra metade em Marte? Também me traz orgulho saber que eu contribuirei para algo mais significativo à existência posteriori da humanidade".
Para: Teóricos da conspiração.
O que chama atenção: Você irá aonde nenhuma outra pessoa imaginou pôr os pés.
Como funciona: Mais de 200 mil pessoas já se inscreveram para esta missão insana, mas não é possível que todos eles sejam malucos. "Muitas pessoas no passado fizeram coisas incrivelmente estúpidas para chegarmos onde estamos hoje", comenta Julian Ranger. "Se eu não fosse casado e tivesse filhos, eu seria o primeiro da fila". 
Mais informação em: www.mars-one.com
Projeto Mars One
Alguns poucos sortudos chamarão este local de "lar"
4. A opção dinamarquesa do faça-você-mesmo
O esquema: "Todos os componentes que você precisa para ir ao espaço podem ser comprados numa loja de construção comum". Assim afirma Mads Wilson, um dos muitos voluntários nesta operação privada da Copenhagen Suborbitals, cujo objetivo é lançar um Homem no espaço sem nenhum fomento político ou comercial, apenas porque sim. O lado ruim? Não vai ser você que vai voar. "A lista de voluntários já está muito longa", comenta Mads. Mas você pode se inscrever, vai que... O projeto é financiado por vaquinhas virtuais (estilo Crowdfund), de modo que você pode fazer a sua doação e se sentir parte da equipe.
Para: Todos que adoram fazer a rapa na garagem.
Para postar na legenda do Instagram: Voo solo a 3.600 km/h.
Chance de retorno: Grande.
Nas letrinhas miúdas do contrato: Não recomendado àqueles que não gostam de espaços confinados. O diâmetro da cápsula é de apenas 1 metro e o(a) astronauta terá que se colocar numa posição fetal para voar.
Mais informação em: http://copsub.com/
Projeto Mars One
Feito à base de materiais encontrados em lojas comuns de construção
5. Nem - ou só - morto
O esquema: Não passou nas provas da NASA? Não se preocupe, existe uma outra possibilidade de você ir ao espaço: em outra vida. A Astobotic é uma das pouquíssimas companhias privadas do planeta com planos comerciais de enviar missões não-tripuladas à Lua, podendo fazer um delivery especial/espacial ao satélite natural da Terra. Uma dessas encomendas pode ser as suas próprias cinzas...
Para: Astronautas idosos.
Pensa no lado bom: Se você quer ser cremado(a) e já pensou em lançar suas cinzas sobre o mar, sobre uma montanha ou num campo verde florido, por que não jogá-las no espaço sideral infinito?
Nas letrinhas miúdas: Uma carga enviada à Lua costumava custar entre 10 e 20 milhões de dólares o quilo. Com este projeto, custará menos de 1 milhão de dólares. Uma pechincha!
Mais informação em: www.astrobotic.com
Este brinquedinho custou uma fração de qualquer projeto feito pela NASA
Este brinquedinho custou uma fração de qualquer projeto feito pela NASA
6. Junte-se à NASA
O esquema: O bilhete mais tradicional para ir ao espaço é através do programa espacial patrocinado pela NASA (do governo norte-americano). Uma vez que se tornar um astronauta é o sonho de toda a criança, os requerimentos para chegar a ser um de fato são ferozes. Os candidatos devem possuir no mínimo 1.000 horas de pilotagem num avião comercial, ser poliglota, possuir visão perfeita, entre outros atributos no mínimo dificílimos. Ah: ser um fã de Star Wars não conta.
Para: Todos os heróis do mundo.
Para postar no Instagram: Imagine-se vestido(a) com aquele traje espacial e aquela insignia no peito.
Nas letrinhas miúdas do contrato: Nem vale a pena sonhar se você tiver mais de 1,85m de altura.
Mais informação em: http://astronauts.nasa.gov
O astronauta Reid Wiseman numa caminhada espacial de seis horas
O astronauta Reid Wiseman numa caminhada espacial de seis horas
7. Vá para o espaço por apenas 10 dólares*
O esquema: 55 milhões de dólares é muita grana para você? Bem, temos aqui um negócio que você não pode recusar. Por apenas 10 dólares você poderá ir à Lua. *Mas quando a gente diz "você", na real queremos dizer "as suas memórias digitais". 
A SocialSafe, uma companhia de armazenamento de mídia social se uniu à Astrobotic para colocar o seu "eu digital" numa cápsula do tempo para visitantes espaciais do futuro te conhecerem. O negócio é que se eles lerem os seus antigos posts no Facebook, talvez eles desconfiem se realmente existe vida inteligente no planeta azul.
Para: Gente como a gente (sem grana) e teoristas ufólogos.
Para postar no Instagram: "Olar E.T.s!"
Mais informação em: socialsafe.net/moon
Pousando na Lua
Pousando na Lua
Vá além, viaje pelo Universo através da nossa página oficial no Facebook