Arte & DesignCultura UrbanaSocial Innovation

Prédio antigo de São Paulo ocupado por arte audiovisual

© Divulgação
Escrito por Evandro Pimentel
Criado na maior ocupação artística da América Latina, coletivo aposta em novas mídias para desenvolver peças audiovisuais
O edifício que fica no número 63 da Rua do Ouvidor dificilmente passa despercebido por quem caminha pelas ruas do Centro de São Paulo. Mas nem todo mundo sabe que as chamativas paredes coloridas abrigam muito mais do que os olhos conseguem ver do lado de fora. Em maio de 2014, nasceu no espaço a maior ocupação artística da América Latina, com mais de 100 artistas, muitos deles moradores do local.
Siga a Red Bull nas redes sociais Instagram | Twitter | Facebook
Foi lá dentro que surgiu, em 2018, o Coletivo Lab 63, um grupo de experimentação que não se encaixava em nenhum dos laboratórios realizados no prédio na época. Chamado inicialmente de Lab Novas Mídias, o projeto inclui vídeo-arte, vídeo 360, realidade aumentada (AR), realidade virtual (VR), projeção mapeada e outras modalidades de arte audiovisual.
O Coletivo Lab 63 (ou Laboratório Fantástico das 63 Oscilações Sobre a Terra Plana, para os íntimos) foi um dos cinco projetos selecionados na quarta edição da OCUPAÇÃO, programa de compartilhamento, vivência e intercâmbio de experiências e saberes do Red Bull Station que busca inspirar, conectar e transformar a energia criativa da cidade.
"A Ocupação nos trouxe a oportunidade de conhecer e trabalhar ao lado de outros realizadores extremamente talentosos", afirma Talita Di Iorio, membro do coletivo responsável por roteiros, instalações e curadoria – entre outras coisas, já que no Coletivo Lab 63, como ela mesma explica, "todo mundo faz tudo, trazendo paixões criativas, visões e conhecimentos diferentes para o grupo", que conta ainda com Lucas Lespier, Juliana Garzillo, Sol Emanuel Calderón e João Elias de Brito em sua formação.
Um dos primeiras projetos realizados pelo Coletivo Lab 63 foi um vídeo 360 (assista abaixo) mostrando o interior da ocupação localizada no número 63 da Rua do Ouvidor. "Foi na época da queda da ocupação do Largo do Paissandú", lembra Talita. "Sentimos que era urgente mostrar as ocupações por dentro e humanizá-las, então levamos as pessoas para uma imersão escolhendo esse formato, que fica ainda mais potente em um óculos de realidade virtual."
Dentro da OCUPAÇÃO #4, o grupo desenvolve o podcast "63 Oscilações", que traz acadêmicos e artistas para falar sobre seus processos criativos em projetos que utilizam as novas mídias para interagir com o espaço urbano. "O podcast nasceu da vontade de registrar os acontecimentos da 2ª Bienal do Ouvidor, realizada em 2018 paralelamente à 33ª Bienal de Arte de São Paulo", conta Talita. "Pretendemos convidar os demais coletivos da OCUPAÇÃO #4 para participar também."
No dia 20 de março, a partir das 19h, os participantes da OCUPAÇÃO #4 realizam um happy hour aberto ao público com diversas atividades gratuitas por todo o Red Bull Station. Confirme sua presença.
O Red Bull Station fica no centro de São Paulo, na Praça da Bandeira, nº 137, ao lado do Terminal Bandeira e da estação Anhangabaú do metrô. O prédio conta com bicicletário gratuito. Para ficar por dentro da programação, siga no Instagram e no Facebook.
Leia mais sobre o tema na página de Inovação Social