Dança

O B-Boy que tira as melhores fotos de breaking do mundo

© Little Shao
Little Chao escolhe suas imagens favoritas, duas com o brasileiro Neguin
Escrito por Red Bull internacional, com adaptação de Evandro PimentelPublicado em
Entre aqui numa máquina do tempo. E desembarque em 1997. Naqueles últimos anos do fim do século passado, um B-Boy francês estava iniciando sua trajetória no breaking. Mas seu interesse não era apenas participar das batalhas insanas. Ele também registrava tudo com sua câmera fotográfica - em um tempo em que celulares não tiravam fotos e as máquinas não eram digitais.
Foi assim que Little Shao virou uma figura muito respeitada na cena do breaking mundial. Abaixo, o ex-B-Boy que entrava em batalhas underground conta como foram os seus caminhos, fala das suas fotografias favoritas e mais sobre suas paixões: dança e foto.
Little Shao
Little Shao

Como tudo começou

Desde o início como B-Boy, lá em 1997, estive totalmente envolvido na cena underground. Eu entrava em batalhas e também fotografava e testemunhava os principais eventos de breaking. À medida em que me aprofundei, senti que havia falta de documentação fotográfica. Naquele momento, comecei a analisar todas as fotografias que tinha tirado ao longo do meu percurso. Decidi que queria mostrar a minha visão da cena. Eu queria produzir registros de breaking melhores do que qualquer outra coisa que já tinha sido feita e levar a fotografia de dança para outro nível.
Eu queria apresentar o breaking ao mundo, pra que as pessoas tivessem o mesmo respeito e paixão que eu tenho por ele.
Little Shao

Os projetos mais incríveis

Não consigo encontrar um projeto que classifique como o mais incrível de todos. As fotografias mais poderosas que tirei geralmente vieram de algo não planejado e inesperado. Os projetos mais loucos – e que eu adoro – são os que rolam quando estou viajando pelo mundo com a minha equipe. Ela me obriga sempre a encontrar as melhores oportunidades e fotografias, todas em locais inacreditáveis e com os bailarinos mais talentosos do planeta.

A fotografia dos sonhos

Fotografei campanhas de última hora pra marcas famosas de esporte que podem ser vistas em outdoors, em lojas e online, mas mesmo com a cena breaking se espalhando pelo mundo, ela ainda não é tão popular como outras modalidades. Acredito que isso vá acontecer um dia. Um projeto dos sonhos seria fazer uma fotografia criativa em grupo com todos os melhores atletas da Red Bull.
Levar o breaking a um nível mainstream ainda é o meu maior desafio.
Little Shao

As 5 fotografias favoritas

B-Boy Neguin no rio Yamuna
B-Boy Neguin sobre o rio Yamuna
B-Boy Neguin sobre o rio Yamuna
Eu tirei esta fotografia quando estávamos no Red Bull BC One Allstar Tour, na Índia. Aconteceu na noite anterior à nossa viagem de volta para casa. Estávamos numa festa quando ouvi falar deste lugar que me pareceu incrível demais para perder, mas para chegar ao rio Yamuna ao amanhecer, tínhamos de sair direto da festa e nos encontrar no lobby às 3 da manhã. Quando chegamos lá, logo vimos o nascer do sol com os pássaros ao fundo. Pedi pro Neguin pra saltar, mas o barco era velho e estava prestes a quebrar, o dono pediu pra pararmos. O Neguin saltou então mais uma vez, sem danificar o barco ou cair na água suja. O risco valeu a pena.
Abel, Wingzero e Issei em Nova York
Os bailarinos Abel, Wingzero e Issei captados em ação na Times Square pelo fotógrafo Little Shao
Abel, Wingzero e Issei em Nova York
Estes B-Boys são grandes amigos meus. Eles não se conheciam, mas estávamos todos em Nova York ao mesmo tempo e saímos pra beber. Quando a gente passou pela Times Square, eu tive a ideia de fazer uma foto lá, antes de voltar para o hotel. Comecei a pensar em como sincronizar e estruturar uma fotografia no meio da rua. No final, foram necessárias quatro ou cinco tentativas para acertar com os semáforos e a distância. Foi tecnicamente difícil, mas acho que isso nos deixou ainda mais felizes quando finalmente conseguimos. Tenho orgulho desta foto e ótimas recordações dela, por causa da conexão que criei entre os três. Eu adoro conectar boas pessoas.
Daniela Neugebauer em Paris
Daniela Neugebauer nos céus de Paris
Daniela Neugebauer nos céus de Paris
A Daniela me pediu para fazer uma sessão fotográfica pessoal e esta foi a última fotografia que tirei. Paris é um lugar bem agitado e eu queria fazer uma fotografia minimalista. Encontrei umas escadas enormes que pensei que poderiam me ajudar a criar o tipo de fotografia que eu queria. Não foi uma fotografia desafiadora, mas é um exemplo de como captar uma vibe, um céu bonito, uma silhueta e perceber como o resultado desses elementos pode ser forte.
Cloud e Neguin na Coreia do Sul
Cloud e Neguin nas ruas de Bucheon, na Coreia do Sul
Cloud e Neguin nas ruas de Bucheon, na Coreia do Sul
Me lembro bem da batalha entre Cloud e Neguin na Final Mundial do Red Bull BC One de 2009, em Nova York. Depois disso, os dois não se viram mais durante quase uma década. Finalmente, eles foram convidados para o mesmo evento, em Bucheon, na Coreia do Sul, em 2017. Perguntei se concordavam em criar algo juntos. Comecei a pensar em como combinar suas habilidades e suas linhas corporais e acabámos para criar a imagem. As memórias dessa sessão são o principal motivo pelo qual essa fotografia significa tanto para mim.
B-Boy Menno em Amsterdã
B-Boy Menno receives the Red Bull BC One World Final 2017 winner's trophy inside a rain of golden glitter.
Menno é nomeado campeão mundial do Red Bull BC One 2017
Em 2017, o Menno conquistou o título mundial do Red Bull BC One pela segunda vez. Eu precisava tirar uma foto do vencedor no palco, mas quando olhei em volta, vi que muitos fotógrafos iriam fazer a mesma imagem. O meu desafio sempre é conseguir algo único, então dei um passo pra trás e tirei uma foto de todos os fotógrafos com o Menno no meio. Quando todos os papeis dourados caíram, cobriram os fotógrafos e criaram a cena. É uma fotografia clássica, mas poderia facilmente não ter rolado caso eu não estivesse no lugar certo, no momento certo.

A maior adrenalina

O que me dá mais adrenalina é viajar pra um país onde nunca estive antes e ter de criar uma obra-prima num espaço de tempo curto. Depois, o que mais gosto no meu trabalho é de conhecer pessoas. Adoro mergulhar na personalidade delas e descobrir o máximo possível. Quanto mais você sabe sobre um B-Boy ou B-Girl, mais consegue refletir isso na fotografia, e isso me dá uma sensação de adrenalina diferente.

Um conselho para novos fotógrafos

Você precisas descobrir de qual ambiente gosta, além da fotografia, e tentar capturá-lo. Se você quer se tornar um fotógrafo de breaking, precisa perceber a cena, estar por dentro. Você também pode ser um breaker e usar a criatividade do seu próprio breaking para criar fotos com corpos e movimento de outros B-Boys ou B-Girls, ou ser um fotógrafo que conhece o tempo dos movimentos e que entende como um corpo trabalha em movimento.
Baixe o app da Red Bull TV e tenha acesso a todos os nossos vídeos! Disponível na App Store e na Play Store.