GP da Holanda: Max Verstappen
© Getty Images / Red Bull Content Pool
F1

Max Verstappen vence com golaço em frente à onda laranja

O céu ficou laranja em dia de torcida de futebol pro holandês
Escrito por Gabriel Curty
4 min de leituraPublicado em
A Fórmula 1 voltou a ver uma corrida de verdade depois de mais de um mês. E em grande estilo. A casa estava cheia e a torcida, enlouquecida. A ponto de criar um mar laranja em Zandvoort 🧡. E foi nessa pista traiçoeira que Max Verstappen e Red Bull Racing deram um show no fim de semana. O GP da Holanda fez o jogo virar de novo e o #33 reassumiu a liderança do campeonato. 🏁
Correndo em casa, Max Verstappen não sentiu pressão em momento algum. Pelo contrário: o tempo todo fez dos berros da torcida um combustível pra acelerar mais e mais. Se a Onda Laranja já era um fenômeno da F1 em outros circuitos da Europa, dominou totalmente o autódromo à beira-mar e jogou junto com o holandês. Foi uma vitória, quase de goleada, pelo jeito que foi a corrida desenrolou.
O GP da Holanda pode não ter sido o mais brilhante do ponto de vista de ultrapassagens e disputas, mas teve quase todos os ingredientes que formam uma grande vitória: pole dominante, ótima largada, ritmo impecável, pit-stops eficientes e a melhor tática possível, a de marcar Lewis Hamilton e a Mercedes o tempo todo.
Max Verstappen comemora vitória no GP da Holanda
Max Verstappen comemora vitória no GP da Holanda
Da parte do Max Verstappen, todo mérito do mundo por um fim de semana irretocável. Ele sempre foi o favorito e colocou isso em evidência a partir do terceiro treino livre. Na classificação, muito se falou de Hamilton apenas 0s038 atrás do pole, mas a realidade é que Verstappen fez o melhor tempo mesmo sem conseguir abrir a asa, por uma falha no sistema. A margem poderia ter sido bem maior.
Para a corrida, em uma pista em que se ultrapassar é tão complicado, as três chaves para o sucesso eram claras: largar bem, não errar em momento algum e não falhar nos boxes. Nas duas partes que podia controlar, o holandês foi perfeito.
A festa da torcida laranja foi completa com a Red Bull Racing também cumprindo seu papel. Além de novamente ter o melhor carro do fim de semana, com um traçado que favorecia ao time, a equipe liderada por Christian Horner mostrou que a lição do Bahrein e da Espanha foi aprendida: se a Mercedes tenta o bote na estratégia, você precisa marcá-la e não tentar inventar a roda. E foi assim que Max venceu sem sequer tomar um susto.
A fanática torcida do Max Verstappen no GP da Holanda
A fanática torcida do Max Verstappen no GP da Holanda
A tática da Mercedes, aliás, em momento algum parecia correta, com pit-stops prematuros e escolha de pneus questionável. Mesmo assim, a Red Bull Racing optou pela segurança: se for para errar, que erre junto com a rival e mantenha a dianteira.
No GP da Holanda em que tudo funcionou perfeitamente, Max Verstappen retomou a liderança com três pontos de vantagem para Hamilton. A briga entre os dois segue completamente aberta, mas a F1 vai para Monza com o momento todo a favor da Red Bull Racing.
“Dá para ouvir [a torcida], é incrível. A expectativa era grande nesse fim de semana e não é fácil transformar isso em realidade. Fico feliz por vencer aqui e por virar líder do campeonato. Foi um dia incrível. Foi um dia muito bom, a largada foi importante. A Mercedes tentou dificultar para nós, mas nós contra-atacamos muito bem”, resumiu perfeitamente tudo, em poucas palavras, Max após a vitória.
Baixe agora o app da Red Bull TV e tenha acesso a vídeos, filmes e séries!