Letícia Bufoni
© Maíra Pabst
Skate

Entenda a classificação do skate brasileiro para Tóquio

Saiba como funciona o sistema de pontuação e quantos skatistas terão a chance de participar da estreia do skate nos Jogos.
Escrito por Marcos Hiroshi
Publicado em
O universo do skate nunca mais foi o mesmo após a confirmação da entrada da modalidade no maior evento de esportes do mundo. A partir do anúncio, países dos cinco continentes passaram a se movimentar para estruturar o cenário local. O resultado disso será visto ano que vem, em Tóquio, onde 80 atletas (40 homens e 40 mulheres) tentarão colocar no peito o símbolo dourado da vitória.
Com a realização dos dois campeonatos mais importantes do ano no Brasil, os Mundiais de Park e de Street, muita gente passou a se perguntar quais brasileiros viajarão a Tóquio. Antes, é necessário entender como funciona o sistema de classificação. Vamos lá?
#SePrepara - Pedro Barros
#SePrepara - Pedro Barros
Modalidades que serão disputadas:
Street e Park
Total de vagas: 80
Vão ao Japão os melhores do ranking mundial da World Skate no encerramento da segunda janela de pontuação, em maio de 2020, com a realização dos Campeonatos Mundiais de Park e Street. As vagas serão distribuídas entre Street masculino, Street feminino, Park masculino e Park feminino - 20 para cada disputa.
Yndiara Asp, representante do park feminino. Layback Air
Yndiara Asp, representante do park feminino. Layback Air
Regras de classificação:
Cada país poderá classificar no máximo três atletas em cada evento e todos os continentes deverão ter ao menos um representante. O Japão, que recebe a competição, terá ao menos um homem e uma mulher classificados. Para ficar mais claro: se entre as 20 vagas possíveis não houver um skatista africano ou asiático, as últimas vagas serão ocupadas pelo atleta mais bem ranqueado destes continentes. E se houver quatro atletas brasileiros entre os 20 melhores, o quarto não disputará a competição.
Veja abaixo a preparação de Pedro Barros na série #SePrepara
Sistema de pontuação do ranking:
As duas melhores notas da primeira janela (janeiro a setembro de 2019) mais as cinco melhores notas da segunda janela (de outubro de 2019 até maio de 2020).
Campeonatos sancionados e pontuação para o campeão:
  • Nacional - 3.330
  • Continental - 13.300
  • 5 Estrelas - 40.000
  • Pro Tour - 60.000
  • Campeonato Mundial - 80.000
Pedro Barros, um dos maiores nomes do park mundial
Pedro Barros, um dos maiores nomes do park mundial
A segunda janela ainda pode mudar muito o panorama, mas estes são os melhores ranqueados na corrida por uma vaga para Tóquio.
Street masculino
ATLETAPAÍSPONTOS
Yuto HorigomeJAP100.000
Nyjah HustonEUA67.080
Gustavo RibeiroPOR43.300
Kelvin HoeflerBRA41.280
Aurélien GiraudFRA40.660
Street feminino
ATLETAPAÍSPONTOS
Pamela RosaBRA100.000
Rayssa LealBRA81.600
Leticia BufoniBRA64.000
Hayley WilsonBRA47.500
Aori NishimuraJAP41.280
Park masculino
ATLETAPAÍSPONTOS
Heimana ReynoldsEUA120.000
Luiz FranciscoBRA88.000
Pedro BarrosBRA66.220
Keegan PalmerAUS55.360
Pedro QuintasBRA52.540
Park feminino
ATLETAPAÍSPONTOS
Misugu OkamotoJAP120.000
Sakura YosozumiJAP88.000
Sky BrownGBR60.400
Lizzie ArmantoEUA56.770
Poppy Starr OlsenAUS48.260
Sabia como Leticia Bufoni decidiu ser uma skatista profissional? A própria atleta conta em um dos episódios da série Until 18.
Skate · 5 min
Until 18: Leticia Bufoni
Baixe o app da Red Bull TV e tenha acesso a todos os nossos vídeos! Disponível na App Store e na Play Store.