Miguel Oliveira

Portugal"O que hoje é o limite, amanhã deixa de o ser!!!"MotoGP
  • Nasceu em
    4 Janeiro 1995
    Pragal, Almada, Portugal
  • Modalidade
    • MotoGP

Miguel Oliveira é o primeiro português a competir no MotoGP.

Miguel Oliveira nasceu no Pragal, Almada, no dia 4 de janeiro de 1995 e tornou-se no primeiro português a participar em pleno no Campeonato Mundial de Moto2 e a garantir um lugar no MotoGP.

Ao mesmo tempo que compete, é estudante de Medicina Dentária, o que faz do piloto um exemplo de determinação e perseverança para os mais jovens. O seu primeiro sucesso desportivo veio em 2005, quando venceu o Campeonato Nacional de MiniGP e o Metrakit World Festival em Espanha, contra 192 pilotos de 14 países. Em 2008, Miguel participou em várias competições com algumas aparições esporádicas onde se destacou sobretudo na Red Bull Rookies Cup, com duas vitórias em três etapas. Em 2009 ficou na terceira posição no Campeonato Nacional de Espanha e no quinto lugar no Campeonato Europeu. No ano de 2010, Miguel venceu cinco dos sete eventos, ficando apenas a 2 pontos do seu rival Maverick Viñales. Conseguiu também ficar na segunda posição no Europeu, antes do seu ano de estreia no Campeonato do Mundo de Moto3, em 2011. Após um primeiro ano na categoria turbulento, Oliveira regressou com toda a força em 2012 com a equipa Estrella Galicia 0,0, aos comandos de uma Suter Honda, onde conseguiu ficar duas vezes no pódio e terminou em oitavo no campeonato. Em 2013 juntou-se a Efrén Vázquez na Mahindra Racing e destacou-se ao conquistar o primeiro pódio de sempre do construtor indiano na Malásia. Em 2014 permaneceu na Mahindra e fez mais um pódio em Assen, mesmo antes de se transferir para a Red Bull KTM Ajo em 2015.

Foi com a equipa do construtor austríaco que Miguel Oliveira deu um salto qualitativo e conquistou seis vitórias, três segundos lugares e uma pole position, terminando o Campeonato do Mundo de Moto 3 em segundo lugar, a apenas seis pontos do tão desejado título. Com estes resultados, Miguel Oliveira transitou de categoria e de equipa em 2016, integrando a Leopard Racing em Moto2. Com uma temporada com alguns altos e baixos, o piloto foi um dos melhores rookies do ano, o que lhe valeu nova transferência para a equipa Red Bull KTM Ajo, regressando à estrutura onde obteve melhores resultados, mas desta vez em Moto2. Já em 2017, Miguel Oliveira voltou aos grandes momentos, tendo alcançado vários pódios, pole positions e, acima de tudo, a primeira vitória em Moto2, no GP da Austrália, feitos que lhe valeram o 3º lugar na classificação geral essa época.

Em 2018, Miguel Oliveira sagrou-se vice-campeão mundial e ajudou a Red Bull KTM Ajo a garantir o título de equipas com vitórias nos Grandes Prémios de Itália, República Checa e Valência, tendo pisado 12 pódios.

No ano de 2019, Miguel Oliveira vai tornar-se no primeiro português a competir na categoria principal, o MotoGP. O piloto de Almada vai defender as cores da Red Bull KTM Tech 3.