Paraísos escondidos em Portugal
© Commons/ Pedro Dias
Travel

Paraísos escondidos em Portugal

Porque o que é bonito merece ser partilhado, fica a conhecer um conjunto de paraísos escondidos em Portugal, que vais querer visitar este verão (se o teu objetivo é fugir das multidões).
Escrito por Equipa Redbull.pt
Publicado a
Praias incríveis, cidades cativantes, castelos medievais e campos de perder a vista: a experiência num destes destinos de férias será certamente inesquecivel e tu só tens de escolher o que preferes. História, boa comida e cenários idílicos não vão, de certeza, faltar…
O resto cabe-te a ti descobrir!

Bordeira, Alzejur

Bordeira, Alzejur
Bordeira, Alzejur
É certo que nem todos os paraísos escondidos de Portugal são sinónimo de praia. Mas com uma costa tão extensa, é natural que também no litoral se encontrem lugares tranquilos e encantadores. A Bordeira, com uma praia incrivel, é um desses sítios que nunca mais se esquece.
Pertence ao concelho de Aljezur, na ponta sul da Costa Vicentina e foi uma das candidatas às 7 Maravilhas de Portugal. O aldeia fica situada entre uma praia maravilhosa e natureza verdejante, o que a torna num destino muito apetecível. A batata doce é um dos produtos mais cultivados por aqui, e uma especialidade deliciosa.

Curral das Freiras, Madeira

Curral das freiras, Madeira
Curral das freiras, Madeira
Menos divulgada que outros pontos turísticos da ilha, a aldeia de Curral das Freiras merece destaque. Rodeada de montanhas, fica situada numa colina de socalcos verdes e oferece um panorama único a quem a contempla a partir do Miradouro da Eira do Serrado.
A aldeia nasceu no século XVI a partir de um convento de freiras, que ali se estabeleceram para fugir aos piratas que atacavam o Funchal. A Festa da Castanha, que acontece todos os anos em novembro, é a altura mais animada deste pacato lugar que pertence à freguesia de Câmara de Lobos, a cerca de 15 km da capital da ilha.

Rio de Onor, Bragança

Rio de Onor, Bragança
Rio de Onor, Bragança
Começamos por um dos mais bonitos paraísos escondidos de Portugal na região de Trás-os-Montes. Rio de Onor é, sem dúvida, uma aldeia diferente. Ao ser atravessada pela fronteira com o país vizinho, um lado da aldeia pertence a Portugal, o outro lado pertence a Espanha. Este “pequeno detalhe” fez com que os seus habitantes desenvolvessem um dialeto próprio – uma mistura de português e castelhano chamado “rionorês”.
A igreja matriz, a ponte romana, o forno e a forja comunitários, têm um elevado valor histórico e social, que dão à aldeia um ambiente único e acolhedor. Uma sugestão: fica no Parque de Campismo.

Dornes, Santarém

Dornes, Santarém
Dornes, Santarém
A vila de Dornes é uma das mais pequenas e mais bonitas do país. Muito próxima do rio Zêzere guarda a magia da história e da natureza e é, ao mesmo tempo, o retrato de um Portugal profundo, que se vai despovoando de pessoas e enchendo de memórias que as fotografias e os livros de história teimam em preservar.
Nesta terra mítica de Templários, a paisagem é imensa: a serra, o rio e até a pequena marina onde vais ter vontade de te perder no tempo.

Ponte da Barca

Ponte da Barca, Minho
Ponte da Barca, Minho
Ponte da Barca está classificada como Reserva Natural da Biosfera, por pertencer ao Parque Nacional da Peneda-Gerês. É uma pequena vila pitoresca, cheia de encantos.
Numa altura em que ainda não existia nenhuma ponte, a passagem entre as duas margens do rio Lima fazia-se através de uma barca e assim nasceu o nome da vila. Por ali sempre passaram muitos peregrinos para fazer o Caminho de Santiago.
Ponte da Barca continua a ser uma vila próspera, marcada pela presença de comerciantes e agricultores, com uma arquitetura tradicional emoldurada pelo verde característico da região do Minho.

Matosinhos

Matosinhos
Matosinhos
Praia e gastronomia: são os dois pontos fortes de Matosinhos, uma cidade à beira-mar plantada e propicia a fins de tarde com tempo.
Mas há muitos outros motivos para descobrir Matosinhos: a imensa costa marítima, a nova arquitetura e os monumentos. Um dia perfeito será passado a relaxar e a terminar com um delicioso peixe fresco, para comprovar a reconhecida qualidade da gastronomia de Matosinhos, cada vez mais apreciada e elogiada pelos amantes da arte de bem comer.

Torres Vedras

Torres Vedras
Torres Vedras
Torres Vedras possui mais de 20 quilómetros de costa banhada pelo Atlântico e é um dos destinos menos óbvios e mais agradáveis para passar férias em Portugal.
É uma zona do litoral de enorme beleza, zona produtora de artesanato simples, mas bem representativo de uma vasta riqueza cultural e arquitetónica.
O desenvolvimento do turismo na região de Torres Vedras apresenta uma série de tendências positivas, desde a preocupação com o desenvolvimento sustentável, a importância crescente da intervenção ao nível local e a preservação de fatores autênticos e típicos.

Peso da Régua

Peso da Régua
Peso da Régua
A zona do Douro Vinhateiro é um dos tesouros portugueses que encanta qualquer um, já há vários séculos, desde a altura em que Marquês de Pombal criou a Companhia Geral das Vinhas do Alto Douro, em 1756, e mandou delimitar com marcos de granito as áreas de produção dos melhores vinhos – estava fundada a primeira região demarcada do mundo.
Desde esse tempo, a Régua passou a ser o centro da região, dona de um rico património onde se destacam os paçacetes, as casas senhoriais e as grandes quintas produtoras de vinho.

Aldeias de Xisto

Aldeias de Xisto
Aldeias de Xisto
No interior da região centro do país, as Aldeias do Xisto são uma excelente opção para umas férias de verão. Praias fluviais de água cristalina, clima solarengo, ar puro e paisagens a perder de vista.
Com uma oferta de alojamento recentemente renovada, pitoresca e muito confortável, as aldeias são, sem dúvida, um dos destinos de verão a ter no topo da tua lista de preferências.

Loriga, Serra da Estrela

Praia Fluvial de Loriga
Praia Fluvial de Loriga
Na montanha mais alta de Portugal continental, esconde-se a aldeia que oferece uma das praias fluviais mais incriveis do país. Apelidada de “Maldivas da Serra da Estrela” e ainda que te pareça um exagero, vais perceber a associação assim que vires as águas cristalinas. Falamos de Loriga e da paisagem feita de socalcos e pequenas lagoas.
Percorrer a Garganta de Loriga, desde a Torre, no cume da Serra, à povoação, é o que não podes deixar de fazer, caso gostes e consigas fazer uma caminhada exigente. A calma e a paz que vais sentir, em perfeita conexão com a natureza, promete compensar o esforço.

Fraga da Pena, Arganil

Fraga da Pena, Arganil
Fraga da Pena, Arganil
Continuando a desbravar esta lista de paraísos escondidos em Portugal, sugerimos agora uma queda de água muito fotogénica. A Fraga da Pena, no concelho de Arganil, distrito de Coimbra, pode ser contemplada na Mata da Margaraça, parte integrante da Área Protegida da Serra do Açor.
A combinação da cascata, com mais de 20 metros de altura, com a vegetação, que irrompe das rochas de xisto, dá ao lugar uma frescura e tranquilidade únicas.